Camundongo Movel

acesse o novo site camundongomovel.com.br

Será que a febre dos tablets passou?

Nos últimos meses percebi que houve uma diminuição significativa no que diz respeito a noticias sobre tablets, antes estampavam capas de varias revistas e eram assuntos comentados em vários cantos da internet, sobre qual o melhor tablet? Como tirar o melhor proveito? Quais os melhores aplicativos? Podemos substituir o computador já? A verdade é que os tempos mudaram.

Como retrata Rodrigo Toledo em um post do blog rodrigostoledo.com, O Tablet ficou em casa, cita que com a nova onda dos Ultrabooks, os tablets que eram a grande promessa de mobilidade estão sendo aos poucos substituída por essa nova categoria de computadores que oferecem leveza e longas horas de bateria sem deixar de lado a parte de produtividade, claro que levado em consideração qual a necessidade de cada usuário, mas a sim um pequena migração.

Quando no auge em 2011 também fui contaminado por essa febre de tablets, mas como a oferta de aparelhos era bem menor e os preços eram mais altos acabei adquirindo um tablet da Coby no qual utilizei por um determinado tempo. Ele não era nem mediano na questão de qualidade, mas estava fascinado naquele pequeno aparelho em que podia digitar com um teclado externo e conectar a internet. Realmente no inicio não me preocupei com levar um teclado USB junto com o aparelho, mas foram apenas por alguns dias, logo percebi que meu sonho de mobilidade e produtividade estava comprometido justamente pela limitações física de hardware e de sistema operacional, certos pontos de minha rotina mudei com facilidade para a nova tecnologia, mas outros pontos não foram sanados e logo eu estava sendo menos produtivo que com um notebook.

Neste meu pequeno relato posso retratar o que acontece com a maioria de usuários que compraram um tablet com a premissa de substituir o computador nas atividades do dia-a-dia com a possibilidade de mobilidade, mas acontece que um aparelho destes com um sistema operacional derivados de um celular ainda não tem todos os recursos necessários que um profissional necessite, vários programas desenvolvidos para tablets ainda estão em fase de amadurecimento e possuem poucas funções se comparado a aqueles desenvolvidos para Windows ou Lunix, salvo um e outro aplicativo que consegue se sair melhor no tablet que no desktop, como é o caso do Evernote e Springpad.

Naquela época parte dessas necessidades não foram levadas em consideração nessa onda de aparelhos revolucionários, a promessa de que tornaria sua vida muito mais facil e atrativa não se concretizou muito. Hoje, passado dois anos creio que o mercado esta bem maduro e com bastante variedade, o que nos leva a fazer mais comparações e melhor avaliar as nossas necessidades, do mesmo jeito quando comprei meu tablet da Coby por impulso querendo conhecer a novidade, e a segunda agora que comprei um CCE Wintouch com sistemas operacional, avaliando as necessidades e vendo como melhor poderia adaptar-me ao uso de um aparelho mais limitado.

E como citado pelo Rodrigo, o tablet ficou em casa, pelo menos o Coby Kyros, mas ele não esta abandonado, deixei ele para meu pai que o utiliza para ler noticias da internet, um senhor de 56 anos que esta descobrindo uma nova tecnologia e feliz por acompanhar as noticias de seu time e de seu gosto, e eu feliz por dar uma nova utilidade a um aparelho que dependendo de mim estaria encostado por algum canto da casa ou já teria realizado uma doação a outra pessoa. Por isso antes de comprar um tablet, notebook, netbook ou qualquer outro aparelho pense em dois casos: Quais suas necessidades reais e qual o futuro que você dará a este aparelho.

Anúncios

2 comentários em “Será que a febre dos tablets passou?

  1. Marcos
    06/08/2012

    Ah, por favor cara, o que voce diz sobre o SO dos tablet’s é ridículo: o sistema do tablet, no caso o android, nao é derivado simplesmente do celular. Pra voce que nao sabe, o sistema android é “derivado”, do LINUX, e nao do celular, como voce diz…
    E tem outra: o android ainda é um sistema muito novo, diferente do windows, que ja é dos tempos do meus pais(coisa velha do tempo de gente velha).
    Por favor, deem um tempo para o android chegar ao mundo da tecnologia por completo e ai vcs vao ver o que é a praticidade que um sistema operacional pode oferecer.

  2. Ikaro Fachin
    23/07/2012

    Com a tecnologia de hoje essa valiação é essencial. Você pode comprar algo por necessidade, e logo de 3 a 4 meses ja sai algum modelo que supera o que foi adquirido e supre outras necessidades suas, criando uma “necessidade” de ter que trocar pela tecnologia mais nova. Isso acaba sendo Frustrante! Por isso avalie bem Custo x Benefício e tenha em mente que daqui, extremamente pouco tempo, o aparelho que foi pago uma fortuna de nada valerá, pois já existe no mercado algo dez vezes melhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 01/06/2012 por em Videos e marcado , , , , , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: